Search here...
TOP
Sabias Que? Vamos Substituir

Que sacos deves usar e quando

Com o grande “barulho” que se tem feito na luta pelo ambiente, os sacos são uma das coisas que têm mudado e muito. Há uns anos atrás deixaram de dar sacos no supermercado e passaram a ser pagos. Logo depois surgiram os sacos de plástico maiores e rijos para levar mais compras de uma só vez. Mais recentemente têm surgido sítios com sacos de papel, de pano e sacos de fruta bio. Mas será que os mais recentes são a melhor opção? Que sacos é que devemos usar realmente? Temos de olhar tanto para o impacto ambiental final como para o de produção.

De todos os sacos quais devemos usar?

saco de plástico comum

Sacos de plástico comum

Este saco não tem de ser o nosso pior inimigo, não tem que ser descartável como muitas vezes é usado. Principalmente se já o tiverem em casa! É um saco leve que facilmente podem dobrar e ter na vossa mala para ir ao supermercado. Para além disso pode ser usado para outras coisas, podem por exemplo usar para guardar calçado dentro da mala de viagem e impedir que a sujidade se espalhe.

A nível de produção é um saco que tem pouco impacto ambiental comparado com os seguintes. Mas uma vez descartado de forma errada é o pior! Por isso, é um saco que recomendo que usem até não dar mais se já o tiverem. Mas fundamentalmente que evitem adquiri-lo, caso o façam que seja apenas em situações de extrema necessidade e que no fim o coloquem na reciclagem. Sim, porque ao contrário do que a publicidade tem feito querer, este é 100% reciclável e pode ir para o ecoponto amarelo. 

Sabe mais sobre os tipos de plástico aqui

saco de papel

Saco de papel

Tenho visto alguns supermercados a anunciar este tipo de sacos, mas não vejo isto como algo bom. Isto porque o saco de papel é um saco frágil e de pouca duração, bastam 2 ou 3 utilizações e já se rasgou. Para além disso o papel é um material que em contacto com coisas molhadas ou húmidas se desfaz. Imaginem colocar num destes sacos toda a fruta que compram, ou coisas congeladas! Lá se ia o saco em 2 segundos. Se formos pensar naquelas pessoas que deitam tudo fora claro que o saco de papel seria melhor. Mas será que elas se vão sequer importar em comprar um saco de papel que é mais caro do que o de plástico?!

Outro ponto que me leva a negar o uso destes sacos a nível de supermercado é a origem do papel. Por questões de saúde o papel que usam nos sacos não é papel reciclado. Ou seja, todos os sacos produzidos implicam o consumo direto de árvores! Se fossem de papel reciclado era 100% a favor desta medida. Estávamos a criar algo novo com algo que já tinha sido usado, mas não é esse o caso. No entanto existe uma ocasião para a qual acho que estes sacos são indicados, lojas de roupa ou lojas de pequenas coisas. Nesta situação o produto comprado tem tendência a ser mais leve e a servir perfeitamente para transportar num saco de papel em vez de plástico.

Nota: Leiam este artigo da Visão para saberem mais sobre os sacos de papel

saco de algodão a 100%

Saco de pano

O saco de pano tem vindo a surgir aos poucos e poucos e até já há eventos onde dão vários. Mas fazer coleção deles também não é muito bom! A nível de impacto ambiental para ser feito um saco de algodão é preciso gastar cerca de 150 vezes mais recursos que para fazer um de plástico. Ou seja, claro que é uma alternativa muito mais amiga do ambiente, porque dura imenso tempo, é resistente e é 100% natural. Mas tem de ser usado e bem usado!

Este é o meu saco eleito para fazer compras no supermercado quando vou sozinha e preciso de poucas coisas. Se tudo couber dentro de um saco ou dois é perfeito. Costumo andar sempre com um na mala para prevenir e posso dizer que já devo estar perto das 150 utilizações num dos sacos. Se não tiverem nenhum podem sempre comprar um, escolham um que seja 100% algodão, ou podem fazer um a partir de panos ou peças de roupa antigas que tenham em casa. É uma forma de pouparem dinheiro e aproveitarem o que já existe!

saco de plástico reutilizável

Saco de plástico reutilizáveis

Estes são a minha segunda escolha para ir ao supermercado, dão para fazer as compras da semana para a família e levam imensa coisa. Sem dúvida que de todos é o saco mais resistente e de maior capacidade. Mas tal como os outros todos não se deve andar a comprar e a comprar, ter 3 ou 4 em casa serve bem. A nível de impacto ambiental acabam por ser dos melhores. Sim é plástico, mas vai ser usado centenas de vezes. Ainda não vi nenhum que tivesse de ser deitado “fora” e mesmo assim podem e devem ser reciclados.

Como disse no primeiro post aqui do blog (podes ler aqui), o grande problema que enfrentamos são os descartáveis. É estar sempre a deitar fora e comprar novo que o nível de poluição no planeta aumenta. Por isso é que me tenho focado mais em arranjar alternativas para estes. Claro que temos um grande problema em mãos com a existência do plástico que foi parar aos mares. Mas isso só na recolha, reaproveitamento e reciclagem é que se resolve, impedir que volte a acontecer é reduzir! Quer seja plástico, vidro, papel ou outro material seja ele natural ou sintético o que realmente faz a diferença é reduzir.

sacos para o pão e fruta

Sacos da fruta e do pão

Estes incluem um pouco o que foi dito antes por abrangerem 3 tipos. Existem os sacos de papel onde colocamos normalmente o pão, os de plástico, mais recentemente bioplástico e o de pano. Para o pão o que faz mais sentido é o saco de pano, como antigamente se via as sacas do pão dos nossos avós. Aqui os sacos de papel são mais uma vez de origem direta das árvores. Mas se por acaso adquirirem algum podem colocá-lo no ecoponto azul (mesmo com a parte da frente de plástico, eles depois retiram).

Para a fruta o mais indicado também seriam os sacos de pano. Mas é compreensível que seja complicado saber quantos sacos são precisos antes de ir ao supermercado. Principalmente se se forem fazer compras para muito tempo e muita gente. O que costumo fazer e aconselhar é fazer tetris dentro dos sacos. Ou seja, aproveitar um saco grande e colocar mais do que um tipo de coisas lá dentro. Assim reduzem o número de sacos a transportar e mesmo que seja preciso dos de bioplástico, são em menos quantidade.

Atenção que, estes continuam a ser plástico. Só que em vez de serem feitos a partir de petróleo são feitos de um componente muito mais sustentável, a cana de açúcar. Quando descartado tem de ir para o ecoponto amarelo na mesma.

Reutilizem

O mundo do marketing tem aproveitado esta onda de positivismo perante o ambiente para se aproveitar do consumidor. Fazer passar por melhor coisas que na verdade não são a solução e que apenas escondem o problema que enfrentamos. É como estar doente e em vez de ir tentar tratar a causa do problema andar simplesmente a tomar medicamentos para as dores.

Em primeiro lugar usem aquilo que já têm! Já têm vários sacos de plástico em casa?! Então usem e abusem deles até não dar mais e depois coloquem-nos no ecoponto amarelo. Só depois comprei alternativas mais sustentáveis, os meus são os seguintes:

  • Sacos de pano grandes – Flyingtiger
  • Sacos de pano em rede – Mind the Trash

Partilha pelas redes sociais

«

»

1 COMMENT

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *