Search here...
TOP
Sabias Que?

Conhece o teu plástico – os 7 tipos de plástico

Vivemos rodeados de plástico e se começarmos a contar a quantidade de coisas que temos enlouquecemos, são as garrafas, os sacos, até a fruta vem embalada. No entanto nem todo o plástico é igual, existem 7 tipos de plástico e alguns deles são prejudiciais para a nossa saúde! O importante será sempre reduzir a quantidade de plástico que usamos, mas também é importante conhecê-lo para fazer melhores escolhas a nível de saúde.

conheces os 7 tipos de plástico?

tipo 1 – PET

tipo 1 -Polietileno tereftalato

O primeiro tipo de plástico é o que acabamos por encontrar mais vezes em casa. O Polietileno tereftalato é um material transparente, muito difícil de partir, impermeável e leve. Por isso mesmo é usado muitas vezes em:

  • garrafas de água;
  • garrafas de outros sumos e refrigerantes;
  • frascos de condimentos;
  • fibras têxteis, caso do poliéster;
  • e as conhecidas caixas da fruta.

O PET/PETE seria um plástico de “bom uso” se não fosse o fato de começar a decompor rapidamente. Isto pode parecer um ponto positivo, mas na verdade, este decompor faz com que os químicos que fazem parte da sua composição seja libertados. Por exemplo as garrafas de água que com o uso prolongado podem libertar BPA para a água. Isto acontece especialmente se o material estiver exposto a temperaturas altas (calor) e ao sol. Estes químicos em contacto com nosso sistema podem ser prejudiciais para a saúde, levando até a lesões no sistema nervoso! É por isso que os objetos do tipo 1 de plástico devem ser usados com moderação e de preferência uma única vez.

tipo 2 – PEAD (HDPE)

2º tipo de plástico - Polietileno de alta densidade

O Polietileno de alta densidade é o segundo na lista de tipos de plásticos. Também é conhecido por High Density Polyethylene e tal como o primeiro é muito difícil de partir, leve e impermeável. Além disso é resistente a baixas temperaturas, rígido mas maleável e é resistente a químicos. Assim à primeira vista o que o distingue do PET é o facto de não ser transparente. É muitas vezes usado em:

  • Cosméticos, os pacotes mais maleáveis;
  • embalagens de champô, amaciador e sabonete;
  • produtos de limpeza;
  • Equipamento sanitário, como os autoclismos.

Este plástico pode ser feito através de petróleo ou fontes vegetais como o amido de milho. Pelo que se sabe até agora é um plástico seguro, na medida em que não transmite nenhum componente para o seu conteúdo.

tipo 3 – PVC

3º tipo da lista de tipos de plásticos - PVC

Começo já por dizer-vos que este é o segundo pior tipo de plástico que podem ter. Apesar de ser reciclável, como a maioria destes tipos de plástico, é feito 57% de cloro e 47% de eteno. Isto leva a que seja libertada uma substância de nome Dioxina, que acumulada no sistema humano pode vir a ser cancerígena. Felizmente não se encontra em contacto direto com comida mas podem encontrar em:

  • cortinas do duche;
  • cartões multibanco e cartões cliente em diversas lojas;
  • toalhas de mesa plastificadas;
  • tubos de canalização;
  • mangueiras;
  • e por incrível que pareça, em brinquedos…

O Policloreto de vinilo é um material rígido, por vezes transparente e impermeável. Além disso é resistente à temperatura e inquebrável, o que faz deste material o favorito para as canalizações.

Descobre 7 hábitos que te vão fazer poupar o ambiente e a carteira! Isto sem qualquer investimento.

tipo 4 – PEBD (LDPE)

tipo 4 Polietileno de baixa densidade

O 4º na lista de tipos de plásticos é Polietileno de baixa densidade. Enquanto que o segundo é de alta densidade este é de baixa e por isso mais fino, flexível e transparente. Em comum têm o facto de serem impermeáveis e leves. Assim como o PET, o PEBD/LDPE é um tipo de plástico muito presente no nosso dia a dia e podem encontrá-lo em:

  • sacos do pão, nos casos em que vem embalado
  • os pacotes de batatas fritas
  • películas para revistas e jornais
  • película aderente
  • discos de ligação de latas
  • sacos de plástico de supermercado

Felizmente é mais um plástico na lista dos seguros para uso, não havendo ainda conhecimento de qualquer contaminação que este material possa causar.

tipo 5 – PP

tipo 5 PP - polipropileno

O Polipropileno é um material difícil de partir, pode ser transparente ou ter cor e por norma é brilhante. Mas o que o torna especial é o facto de ser rígido, resistente a mudanças de temperatura e conseguir conservar/conter o aroma. É por isso que é o material escolhido para as caixas de comida como os taparueres (Tupperware). Também é possível encontrar em muitos outros objetos como:

  • tampas das garrafas;
  • embalagens de iogurtes e manteiga;
  • frascos de medicamentos;
  • material médico;
  • caixas de CDs;
  • e também cosméticos.

Este tipo de plástico também se encontra na lista dos seguros para a nossa saúdo. Portanto, se estavam já a pensar mandar fora as vossas caixas da comida, podem guardá-las e usá-las até que estas se estragarem. De seguida podem substituir por uma melhor alternativa, como por exemplo os recipientes de vidro.

tipo 6 – PS

tipo 6 PS - Poliestireno

Quase no final da lista dos tipos de plástico temos o Poliestireno, o pior dos plásticos a nível de saúde, contaminação das águas e poluição direta. Este material leve, capaz de isolamento térmico, de muito baixo custo tanto em produção como revenda, flexível, e a moldável sob a ação do calor. Apesar de ser reciclável, caso seja colocado no lixo normal é dos plásticos que mais tempo demora a decompor. Pode ser encontrado em coisas como:

  • isolamento para paredes;
  • copos, talheres e pratos de plástico descartáveis;
  • geladeiras;
  • e tudo o que seja de esferovite.

O PS liberta styrene, que em contacto com o nosso sistema nervoso pode causar danos graves, assim como pode originar problemas cancerígenos.

Sabe mais sobre o processo de reciclagem aqui.

tipo 7 – Outros e misturas

o tipo de plástico 7 - Outros e misturas.

Por fim o último tipo, “Outros” que engloba o resto dos plásticos, incluindo os que que acaba por ser uma mistura de plásticos mencionados em cima. Na maior parte dos casos não é reciclável, por não se conseguir separar os vários componentes de plástico (mais informação sobre o processo de reciclagem aqui). Prova disso são objetos como por exemplo:

  • garrafas de água reutilizáveis;
  • escovas de dentes;
  • CDs;
  • Outros equipamentos eletrónicos;
  • garrafas dos biberões dos bebés;
  • etc.

Mas para além disso, caso não digam BPA-free, estes objetos contêm Bisfenol A, um substância perigosa para o ser humano. De tal forma que “a substância é proibida em países como Canadá, Dinamarca e Costa Rica, bem como em alguns Estados norte-americanos.”. Suspeita-se que o BPA esteja ligado a problemas de infertilidade e de desenvolvimento.

todos os 7 tipos de plástico

Seja como for é sempre importante referir, que principalmente o plástico de uma só utilização deve ser evitado. Na categoria Vamos Substituir, encontram alternativas amigas do ambiente para produtos do dia a dia que normalmente contêm plástico. Para exemplos mais epecíficos de cada um destes tipos de plástico podem ver num dos destaques do instagram do site. Vamos poupar o ambiente e as nossas carteiras?

Links usados como referência para pesquisa:

Partilha nas redes sociais

«

»

3 COMMENTS

  • Thamíris

    Muito interessante o post! Até uns dias atrás, estava pensando em começar a reutilizar garrafas e potes de danones, para criar objetos de decoração… Assuntos sobre ecologia e natureza me interessam muito.

  • Cristina Meireles

    Pode se então depreender que o plástico de baixa densidade não tem bpa??

    • Patrícia Silva
      AUTHOR

      Sim, pelas informações que encontrei na pesquisa para este artigo, apenas o tipo 1 – PET e o tipo 7 – Outros podem conter bpa na sua composição.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *